A superprodução AVATAR trouxe através da ficção, a possibilidade da descoberta de um planeta onde toda a vida se conecta e interage, mantendo um ecossistema equilibrado e autorregulado.

Os humanos descobrem valor comercial em um mineral abundante e o objetivo principal é a extração desse minério, independente das consequências que isso possa causar ao planeta.

A teoria elaborada por James Lovelock e chamada de Teoria de Gaia, diz que o planeta Terra se assemelha ao que pode ser visto sobre Pandora, no filme Avatar.

O planeta é um organismo vivo, com partes animadas e inanimadas. A interação entre esses organismos regula o clima e a química da atmosfera, promovendo as adaptações ativas e criativas necessárias para que a vida continue sendo possível. Esse organismo é dotado de um objetivo inconsciente de auto regulação.

As interconexões em Pandora ocorrem de maneira sutil, através da percepção de cheiros, observações e movimentos. Os habitantes vivem atentos aos sinais emitidos pelo planeta e tentam decifra-los para compreender como devem agir. O respeito é mútuo entre todos os seres vivos e a comunicação se dá de forma não verbal ou através de grunhidos.

Existe também a possibilidade de conexão direta, através de terminações nervosas que entram em contato entre seres animados e inanimados, passando a informação de forma direta, como se passassem a ser um só organismo, acessando pensamentos, memórias, sentimentos, sensações, intenções, etc.

Através dessas interações, Pandora convoca todos os seus seres a se moverem em direção à defesa do planeta e reequilíbrio do sistema.

Segundo Lovelock existem quatro possibilidades para Gaia lidar com as ameaças que sofre:

  1. Destruição dos organismos invasores
  2. Infecção crônica
  3. Destruição do hospedeiro
  4. Simbiose – um relacionamento duradouro, beneficiando mutuamente hospedeiro e invasor.

Na produção cinematográfica observamos a destruição dos organismos invasores e posteriormente a simbiose, como sendo o caminho de cura.

No planeta Terra estamos vivenciando a destruição do hospedeiro, o planeta já não consegue se auto regular de maneira satisfatória, tendo em vista que os danos causados pela humanidade continuam crescendo exponencialmente. Podemos considerar que segundo a Teoria de Gaia, vivemos um período de infecção crônica na Terra.

O caminho que se mostra possível, quase como sendo a única esperança é que caminhemos para a compreensão e prática do respeito mútuo entre tudo o que existe de natural em nosso planeta.

O filme Avatar traz a esperança de que a Terra possa ter o mesmo destino de Pandora.

Final Feliz!